Qual música te faz feliz?

Oi, gente! Responder que música te faz feliz é uma tarefa difícil, certamente existem várias. Pelo menos é assim comigo, desde pequena ela esteve presente em minha vida, minha mãe sempre amou cantar, meu pai já amanhecia ouvindo músicas clássicas naqueles rádios grandes antigos.

Cresci vendo os meus pais receber amigos em casa com mesa farta e muita música, quando íamos a uma festa, eles eram os últimos a sair da pista de dança. Nós aprendemos que a música embala os bons momentos e nos ajuda em outros não tão bons assim.

A música consegue despertar um conjunto de emoções, pode nos deixar felizes, tristes, calmas ou agitadas, tudo depende das nossas experiências e lembranças. Em cada indivíduo uma mesma música provoca sensações diferentes, mas no final das contas, todas nós temos nossas músicas com memórias, aquelas que quando ouvimos nos transportam para um determinado momento e, de repente nos tiram um sorrisinho. Conseguimos lembrar dos cheiros, sabores, uma enxurrada de sensações invade a nossa percepção.

 

Minha praia sempre foi cantar

Eu nunca toquei nenhum instrumento, diferente da minha irmã que tocava piano e meu irmão que tocava tudo que aparecesse só de ouvido. A minha praia sempre foi cantar, por isso passei a fazer parte do vocal da banda do meu irmão, e ganhamos vários festivais!

Quando quero transmitir uma determina sensação em um ambiente, busco referência na música, essa é a forma que eu encontrei de traduzir nossos sentimentos. Soltar aquela voz que vem do fundo da alma e os sons próprios de cada um.

Na verdade, a música faz parte da minha comunicação, quem me conhece sabe que sempre tenho um pedacinho de uma música para ilustrar uma determinada situação. Quando preparo um ambiente, já fico imaginando que música deveria estar rolando ali pra completar a cena. Agora mesmo já me veio um trecho da música Sangrando de Gonzaguinha! kkkk

“…Quando eu soltar a minha voz,

Por favor, entenda

é apenas o meu jeito de viver

O que é amar.

E se eu chorar e o sol molhar o meu sorriso

Não se espante, cante que o teu canto é minha

Força pra cantar …”

 

A música e o marketing

A música como ferramenta para criação de uma determinada atmosfera é uma ferramenta muito utilizada pelo marketing. Você já reparou na trilha sonora das lojas que você visita? Em muitos casos elas não são obras do acaso, foram cuidadosamente estudadas para transmitir sensações aos seus consumidores.

Na época de escola eu tinha dificuldade para decorar pronomes, capitais, entre outras coisas. Para facilitar esse processo eu criava músicas. Percebi que a canção ajudaria o meu aprendizado porque eu sabia de cor todas as propagandas que passavam na TV, vivia fazendo campeonato de jingle com o meu irmão. Na verdade, ainda me lembro de algumas dessas campanhas de marketing!

 

Musicoterapia

A música me ajuda a relaxar e me dá ânimo pra encarar um novo dia. Ginástica então… só com muita música mesmo! Kkkk

É comprovado que a música faz bem para a saúde. Ela estimula a liberação de dopamina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar, ativa o sistema imunológico, reduz a pressão arterial e nos acalma. Já mencionei esses pontos no post com dicas para aliviar o estresse. É a ciência comprovando o que de alguma forma a gente já imaginava, não é mesmo?

Você sabia que a música tem impacto positivo também para os bebês? Eles conseguem se lembrar das músicas que escutavam quando ainda estavam na barriga. Após o nascimento, quando ouvem novamente essas canções, eles se tranquilizam, têm diminuição das cólicas e dormem melhor.

 

Música e Espiritualidade

Desde os tempos mais remotos que a música e a espiritualidade andam de mãos dadas, praticamente todas as religiões as utilizam em suas cerimônias.

Participei de uma prática, que os africanos faziam no tempo da escravidão que me marcou muito. Mesmo presos e humilhados, eles se juntavam a noite, acendiam uma fogueira e com o barulho provocado pela junção das algemas nos pés e mãos, faziam um som e dançavam em volta do fogo. Cantavam canções religiosas para seus deuses e isso os ajudava a transmutar a energia da revolta, raiva e dor por algo melhor. Simbolicamente eles queimavam suas angústias e renovavam suas forças. Uma lição de vida que nunca vou esquecer.

Eu adoraria saber pelo menos uma música que te traz uma sensação boa. Deixe aqui nos comentários, vou adorar ler.

Você também se lembra de alguma propaganda antiga que ficou gravada em sua mente?

Beijo da Lu

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Idioma:

Lu Marinho não tem medo de mudanças – nem as dela, nem as suas!
Com uma carreira consistente e estável, um belo dia resolveu mudar tudo e hoje trabalha com sua paixão, o design de interiores!

Faz isso tanto para clientes dos USA quanto do Brasil, em ambientes residenciais, comerciais e eventos corporativos. Além disso, em seu canal do YouTube dá dicas de decoração, DIY, boas compas, viagens, passeios, comidinhas e muito mais!

Últimos Posts

Rolar para cima